domingo, 8 de setembro de 2013

Sessão de Terapia: Bilhete para uma desconhecida.


Li no blog da Fernanda Reali o post em que ela fala de Hannah Brencher, uma jovem que se livrou da depressão escrevendo cartas para pessoas desconhecidas. Leia a matéria aqui.

Então, Fernanda Reali propôs que fizéssemos o mesmo, escrever bilhetes ou cartas para pessoas desconhecidas e espalhar por aí.  Me identifiquei demais com esta ideia.



Todos os dias escrevo, sobre fé, amor, esperança e felicidade.



Devo confessar que estas palavras tem mexido demais comigo, é como se eu estivesse escrevendo pra mim mesma, é muito louco.

Cada bilhete que escrevo, me questiono: Será que estou vivenciando o que estou escrevendo? "Se dê prioridades. Corre. Vai ser feliz." "Já tomou seu sorvete preferido hoje?" "Tendo fé, tudo vai dar certo, no tempo certo."



Leio, releio, e às vezes tenho a impressão que estou escrevendo para mim. E com isso, escrevo mais e mais e mais. Se tornou um vício.



Este proposta foi uma das melhores coisas que me aconteceu neste ano.

Torço muito para que estas palavras toquem a vida de alguém. Gostaria que ela levasse o bilhete para casa e ficasse lendo e relendo. E que depois, espalhasse palavras por aí.



Esta frase está em todos os bilhetes:





Obrigada Fernanda Reali por sempre incentivar as pessoas a compartilharem o BEM.



Participe também. Escreva uma carta para um desconhecido.


6 comentários:

  1. Amiga, eu li a matéria na revista Claudia em Junho de 2013 e fiquei com a ideia na cabeça. Vi o video da Hannah Brencher em julho, mas só em agosto fiz meus bilhetes e meu post. Cada dia tento fazer uns 2 (já fiz mais de 50).

    É uma terapia PARA MIM!!!! Escrevo para ler aquilo, me faz bem, ponho o bilhete curto com uma mensagem positiva num envelopinho e o "esqueço" num lugar movimentado. Já os deixei no caixa eletrônico de bancos, no metrô (estação), no mercado e no chão do táxi. Estou muito feliz com esses bilhetes, porque cada um deles me faz bem.

    Desde o dia em que escrevi o primeiro lote (foram 10 de uma vez), minha energia ficou renovada! Recomendo muito. e superobrigada por abraçar a ideia edivulgá-la!

    Beijooooo

    ResponderExcluir
  2. Tô achando esse movimento lindo. Ainda não me sinto muito animada para participar, devido a minha letra ser horrível (graças a uma tendinite brava).
    Mas, fico pensando em quantas vezes andei nas ruas esperando por uma resposta, cheia de dor, angústia, etc e que se naquele momento esbarrasse com uma dessas cartas, certeza de que aquilo me marcaria para sempre!
    Então fico imaginando, que assim como eu, outra pessoa está por ai, esperando uma resposta, e ao se deparar com essas cartas, vai guardar para sempre, na certeza de que ali estava a resposta necessitada.
    Beijos e bons bilhetes!

    ResponderExcluir
  3. Hummmmmmmm escreveste p/ mim? rsrsrsrsr Amei!!!
    A idéia do movimento é linda, não estou participando por já estar comprometida com alguns trabalhos voluntários que pratico há algum tempo... Se eu fizer algo mais, tomando mais meu time, maridão me bacoleja rsrsrsr.
    Com certeza tocaras coração de alguém, além do seu...

    Tenha uma semana luz!

    Bjãooooo

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    Que ideia bacana, fiquei curiosa pra você de onde partiu.
    Você escreve bem e este bilhete tem endereço certo.
    bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  5. Oi Claudia! Ideia muuuuito bacana neh? Também quando li o post da Fernanda me identifiquei e abracei a ideia na hora. Já escrevi alguns bilhetes e estou esquecendo por ai.
    Desejo também que eles alcancem seus objetivos.

    bjuss

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Cláudia
    Vim lá da Fernanda... adorei a ideia e vou compartilhar... de acordo com a minha possibilidade...
    Seja abençoada e feliz!!!
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir

Oi, obrigada por sua visita!